quinta-feira, 10 de junho de 2010

A energia do crido Carlos

Hoje fui a um casamento em Aveiro, uma prima do meu crido Carlos convidou-nos a semana passada e até confesso que achei um pouco estranho, embora não vá a muitos casamentos tenho a impressão que os convites chegam assim um bom par de meses antes.... Devo ter sido uma segunda ou quiçá terceira escolha... mas como o Carlos não ficou muito incomodado com isso... lá fui.
Achei estranho o traje do noivo, acho que a profissão dele tem qualquer coisa a ver com floresta ou exército mas sinceramente não percebi muito bem, só sei que era esquisito e a noiva não me pareceu muito contente quando o viu.

Eu gostei foi das sobremesas pois tavam uma delicia e até me apetecia repetir, não fosse a energia do Carlos estragar-me a vida... cismou porque cismou que tinha-mos que dançar sempre que se ouvia música , e claro tanta dança haveria de dar pró torto, de repente os meus pobres pés pareciam o chapéu de um velho. E quando eu pensei que não ia haver mais surpresas eis que o meu crido me convida pra irmos ao cinema... bem eu até pensei que ele tava a brincar, e depois de ver aqueles olhos verdes lindos a olhar pra mim não tive coragem de dizer que tinha sido um dia péssimo e lá fui...
Acho que o Carlos tomou café a mais durante o dia porque a energia dele durante o filme continuou, ele gemia, ele gritava, ele encolhia-se... enfim isto foi uma prova daquelas e ainda por cima amanhã não faço ponte

2 comentários:

Meio Cheio disse...

O melhor dos casamentos geralmente são mesmo as sobremesas xD...tirando aqueles que não têm nada que se aproveite. Agora a fatiota do noivo é que deve ter sido um doce (a desgraçada deve ter logo pensado no que se foi meter)
Beijinho*

Helena disse...

Eu ca para mim ele bebeu foi a mais e keria outro tipo de festa ihihih
Kiss