sexta-feira, 26 de julho de 2013

O senhor da manutenção

Apresento-vos o senhor da manutenção, mas conhecido por sê Nelson, cá para nós...mais um crido aqui no escrtitório.
O sê Nelson é uma peça fundamental aqui no escritório, sem ele as lâmpadas não eram mudadas tão rapidamente, não eram não. Sem ele a máquina do café, que faz imensa falta, só trabalhava uma vez por ano, o resto dos dias avariava, dado a quantidade de cafeína que aqui se mete pa dentro e borra de café que fica do lado de fora para limpar. O sê Nelson cumprimenta toda a gente assim que chega e sempre com um sorriso pó malandro, diz bom dia bem alto olhando ao mesmo tempo para as pessoas, mas da maior parte já só se consegue ouvir dia e é preciso estar concentrado para ouvir isso, mas o sê Nelson não se importa. Já o vi a varrer o chão, limpar vidros, colocar papel higiénico quando faltava nas casas de banho e até chegar cafezinhos a quem lhe pede. O sê Nelson não é só o senhor da manutenção, como muita gente lhe chama, ele é o homem que mantém o escritório vivo, e hoje o sê Nelson faltou, e desde que me lembre isso nunca tinha acontecido, sentimos a sua falta. Não sentimos a falta das limpezas ou manutenção, mas a falta de alguém que, como todos nós, tem problemas e nunca se ouviu uma queixa sequer, nem do trabalho nem da vida.
Espero que recupere no fim de semana e que segunda feira o possamos ver de novo com todo o seu empenho aqui no escritório, afinal o sê Nelson não é só mais um crido, ele é o Crido...

terça-feira, 23 de julho de 2013

Face_ólic

Há um crido aqui no escritório que só lhe falta dormir dentro do gabinete para a coisa ficar completa. Passa a vida no facebook, almoça no escritório e não gosta de tomar café (isso é que eu não percebo pá, quem é que não gosta de café?) e trabalho, perguntam vocês? Pá o tipo é bom no que faz meu, só ainda não percebi é a que horas é que o faz...
Leva o facebook tão a sério que cada passo que dá tira fotos para lá postar, praticamente se juntássemos todas as suas fotos em papel e  se as folhear, conseguimos ver todos os seus movimentos.
Get a life!!!
Até já o vi aflito porque tinha dito o que não devia a um crido "amigo" no face!
Mas é caso para dizer que face e trabalho também resulta.ó


sábado, 22 de dezembro de 2012

A hora extra

Numa altura em que se fala tanto em crise e os cridos tão quase todo na penúria, o chefe lá do escritório decidiu que quem quisesse fazer horas extraordinárias podia fazer que eram pagas semanalmente e que quem pudesse ficar depois das 20h ele pagava a dobrar, houve logo um yupi geral e quase todos acederam ao trabalho, tava tudo a correr bem, até havia um encarregado que foi destacado para controlar essas horas, quando tudo foi por água abaixo na quinta feira. Eu devo dizer que mesmo querendo muito ganhar mais uns trocos, não aderir ao extra laboral porque o crido carlos perdia-se lá em casa sozinho sem mim, e ainda bem. O chefe decidiu aparecer de surpresa ontem à noite, eram umas 23h e descobriu que os cridos abusaram da confiança dele até mais não. Alguns até foram encontrados a dormir na sala do café, contou-me uma crida, que não gosta de fofocas, que a sorte dela foi ter sido ela mesma a abrir a porta ao chefe, mas a máma acabou para todos. Numa altura em que o trabalho escasseia para uns, para outros sobrar é um problema .

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Carta ao pai das prendas

E como eu tenho inveja de quem escreve ao pai natal, tentei em vão rabiscar alguma coisa num papel e enviar a minha carta ao pai das prendas falsificando a minha idade, pedia uma barbie e um porta moedas hello kitty, mas depois de estar na porta dos correios não tive mais coragem, e olhem que escrevi umas quantas cartas, até a minha letra ficar mesmo à primária. A barbie era para disfarçar, o que eu queria mesmo era o porta moedas da hello kitty, mas as barbies estão tão baratas que era bem possível que o pai natal me tramasse e me desse a boneca mais burra do planeta. 

Casa dos enredos 3

Eu acho que a casa dos segredos não devia ter preconceitos de idades, os concorrentes deviam ter mais de 40, ou melhor, mais de 60. tenho a certeza que os segredos iam ser muito melhores, as histórias mais interessantes e os jantares da voz, em vez de ser à noite passava para as 4 da tarde, por causa dos comprimidos para dormir. Quem é que não concorda que os pais dos concorrentes são muito mais engraçados do que os próprios? Por exemplo, o pai da fanny foi um sucesso desde que abriu a boca, a família da sandra toda ela um espectáculo e mais recentemente o sr.Jorge e o avó do Jean Mark que se iam dar muito bem dentro da casa, em vez de uma cabeçada, tou a lembrar-me agora que podiam agredir-se com aqueles calhaus de jogar à malha, isso é que era um programa a valer!. Os segredos haviam de ser mais verdadeiros do que as fraudes que as "criancinhas" levam para a casa, por exemplo, o pai do cláudio podia ter sido um duplo do marlon brandon no filme "o último tango em paris" em que mostrava o rabo e o avô do Jean Mark podia muito bem ter sido um dos responsáveis pela reconstrução de lisboa após o terramoto.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

De sr Fernando a Tonico

Já à algum tempo, para não dizer mesmo muito, vinha aqui, mas só agora que consegui um real job é que me sinto mais humana para puder postar aqui no blog, quer dizer, tenho mais tempo organizado, é que o desemprego leva-nos o tempo todo, querem ver-nos a toda a hora lá na segurança social, isso se quiseres comer bifes todos os dias. Devo dizer que tudo está como dantes, com a diferença que agora ganho mais uns euros do que ganhava e que o meu crido continua a dizer que o esporting dele ainda me vai surpreender. 
Mas agora falo-vos de agorinha mesmo, sem pensar no passado, com o mundo em crise ainda me chocam algumas atitudes de colegas lá do escritório, como o gozar uma outra colega que decidiu levar a marmita, que hoje em dia até é moda outra vez, deixando a colega bem triste. Mas como de tristezas eu não consigo viver, lá vou eu eu volta e meia a casa da minha avó, e minha também ora essa, e ainda me rio com as peripécias diárias do meu tio Zé. Vou confessar que adoro ver novelas, pronto já disse, mas daí a pensar que a Gabriela pode trazer alguma moda para alguém, está bem longe, please. O meu tio resolveu mudar de visual e fazer um bigode à lá tonico, e para piorar passa a vida a pentear aquela coisa, já o vi o ano passado a copiar o look do sr. Fernando, pai da Fanny, e foi um terror ter que dar de caras com aquela parolice sempre que visitava a minha avó, agora o tonico foi demais.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

O crido insistente

Tenho quase a certeza que isto hoje não fica por aqui, anda um crido estafeta atrás do chefe porque tem que receber esta semana, o chefe em vez de acalmar o crido ainda o provoca, vai dar molho

Curto e grosso... só as palavras, porque o resto foi bem magro...

E foi assim, claramente que o nosso crido chefe anuncio cortes na "massa"... mais claro só mesmo o nosso Primeiro Ministro, ficamos então a saber que só na próxima semana é que recebemos e já vamos com sorte se no mesmo dia também conseguirmos algum subsídio...
Gostei da cara alegre dos cridos quando fomos chamados, e quando o chefe terminou o paleio sobre o nosso dinheirinho era quem mais falava nas casas e carros que o chefe não dispensa, foi só PIIIIIIIIIIIIIIIIIIIs na sala, mas quando ele já lá não estava...enfim................

Sorriso amarelo!

Hoje aqui no escritório isto tá assim... uma ganda sorriso amarelo porque todos pensam que hoje é o dia que vamos receber, e pior, pensam que vão receber o subsídio de Natal...
Já ouvi o chefe hoje de manhã a dizer que os ordenados vão passar a ser pagos como antigamente, até ao dia 7 de cada mês, e o "extra", disse ele referindo-se ao subsídio... só no dia 15 de Dezembro...
Mas os cridos não sabem de nada, e andam assim como que a dar graxa ao chefe a julgar que vem guito.... quero só ver daqui a nada!

sexta-feira, 18 de março de 2011

Foi assim o dia do meu Casamento!!

  
Estou em plena lua de mel, em parte incerta, no nosso crido Portugal Continental, agora já tudo se acalmou e o meu crido Carlos tem sido um verdadeiro marido, atencioso, carinhoso e também cheio de humor.... Mas o meu casamento não começou lá muito bem, para começar o Crido Carlos entrou pela casa da minha avó a dentro já vestido de Valete de copas, e deu de caras comigo vestidinha pra casar, fiquei fula, a maquilhagem já nem se segurou, e o meu penteado parecia o da nany mcphee. Conclusão expulsei-o, cheguei tarde e não conseguir impedir a avó de levar os malditos tuperwares para os restos de bolos e salgadinhos que ela teima em levar de todos os casamentos.
Claro que ele entrando assim na minha casa, com a desculpa de ainda ser cedo e que queria ter a certeza que eu não o deixaria plantado, só fez com que visse a cena dos tuperwares, o tio Quim que veio vestido como se fosse a um recado e o meu tio zé com um fato a ver-se as meias brancas nos pés. Só ceninhas.
E depois então fomos para o lugar onde o pessoal gosta mais nas casamentos, a comezaína, aí ouvia-se:" isto não é coca cola, os bolos são tão poucos, tava a pensar que ia haver vitela e afinal é só lombo".. os mortos de fome do costume, nos aperitivos, os poucos que traziam gravatas, já as tinham escachado todas no colarinho e quando fui mandar pelos ares o meu crido bouquet, tinha logo que calhar á desgraçada da tia Zeza, que tem quase 50 anos e ainda não se casou.
Bom, foi assim até no momento que partimos para a noite de núpcias, mas claro que nada sobre isso vou dizer, o mais difícil foi tirar as bezuntices que  os azeiteirolas dos casamentos não perdem a oportunidade e foi um castigo para lavar o carro nesse dia, quase noite. A família do meu crido, acreditem , ainda não visitei, tou á espera que o mar se acalme, para não ser confundida com esta nódoa de coisas banais e comuns que devem acontecer em todos os casórios, pelo menos em Portugal.