sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O fórróbódó dos vizinhos e mais uma saída com o crido mais crido do mundo

Os vizinhos hoje devem tar a comemorar qualquer coisa, o tempo quente fez estes cridos pensar que ainda tamos no verão... A noite já caiu e eles ali no quintal na maior farra a fazer um churrasco. É assim mesmo, daqui a uns dias chega o frio a sério e isto de comer no quintal só daqui a uns bons meses.

Pois já chega de olhar pós vizinhos porque vou ao cinema com o Carlos daqui a pouco e espero mesmo que desta vez consiga um beijito... Não , não é um beijito , o que eu quero mesmo é assim um beijo ... Muáá´, e que dure um pouco mais.... Eu acho que mereço este crido...

Azar com o primeiro encontro


Quer dizer, já sai de casa tarde como o raio para tomar um café com o homem dos meus sonhos, não sabiamos onde ir mas isso  também não importava ( já para não falar no chaveco que nos levava), agora ficar num engarrafamento das 10 da noite até quase ás 11 e meia , só por causa de uma crida que estava a trocar o pneu no meu da ponte da arrábida... isso custa. O zé povinho andava devagar mas era só para olhar e dizer: tchhhhhh, olha pá quela.... coitada. Eu vi-a a desenrascar-se muito bem. O meu encontro foi um fiasco, e eu a pensar que quando chegasse a casa ia despedir-me do Carlos com um beijo ainda dentro do carro... pas, népia. Foi um beijo de cada lado e tá andar.