sábado, 17 de outubro de 2009

As aventuras de quem nunca recebe visitas (ou quase nunca) e o stress da avó

Como praticamente nunca temos visitas sem ser da família e a namorada do tio Zé vem cá jantar, a avó resolveu estragar-nos a vida e pôr-nos todos (eu e o avô) a arrumar a casa. Eu fiquei em casa de tarde para tratar  da sala e das casa de banho, o avô tratava do pátio e a avó do resto. Ora depois da minha tarefa estar comprida a avó ainda me pediu para ir á mercearia buscar algumas frutas para a salada que se tinha esquecido: "não gastes mais do que conto e meio" disse ela, ainda tive que andar a converter os euros pa escudos porque já nem lembrava quanto era conto e meio, agora o avô... esse sim queria se esquivar, meteu-se dentro do anexo a arrumar não sei o quê para não ter que lavar o pátio. A avó foi lá e tava a ver que ia haver bronca.

O tio Zé vem de boleia com a namorada que sai á mesma hora e por causa disso a avó tá em pânico, com medo que a casa e o jantar não estejam prontos. Já lhe disse que ia tudo correr bem mas ela não me dá ouvidos... nem viu que nem sequer são 6horas... Estou estafada...

7 comentários:

Lia disse...

espero que pelo menos o jantareco seja bem bom, para repor energias!

Gostei do teu cantinho...

Wanderley Elian Lima disse...

Nossa! Que visita complicada rsrsrs
Olá Crida, obrigado pela visita ao meu blog e por estar me seguindo. Quando puder volte me dará muito prazer. Voltarei
Beijos

Saltos Altos Vermelhos disse...

:D e viva a jantareca lol

Smsn - artes e ideias disse...

lol

Cátia disse...

oias!
oh a senhora só quer causar boa impressão =D

as avós quando estão assim são tramadas. viram sargentos autenticos!

Tenho uma assim. sei bem como é. lol

MR disse...

Complicado mesmo esse "causo".

Fiquei curioso para saber quanto seria um conto e meio, pois ja tinha esquecido dos Escudos faz muito tempo.

Lolla...doida varrida! disse...

iai deu tudo certo com o jantar???
quero saberrr!!!
bjusss